Coronavírus: Controle e Precisão em testes

Após alguns casos registrados na China, em dezembro de 2019, foi constatado um novo agente do coronavírus, família de vírus que causam infecções respiratórias. Nomeado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de COVID-19, o coronavírus 2 da síndrome aguda respiratória (SARS-CoV-2) foi declarado pandemia pela mesma entidade em 11 de março de 2020. Desde então, o vírus tem se espalhado exponencialmente ao redor do mundo (como é visto no gráfico abaixo). De acordo com o relatório de 12 de abril de 2020 da OMS, o número de mortos já ultrapassa a marca de 100,000, enquanto o número de infectados supera mais de 1,5 milhão.

Crédito: Worldometers

O crescimento exponencial do número de infectados em diversos países tem gerado preocupações entre os profissionais de saúde pública. A redução do número de casos possibilita um achatamento da curva, o que, por sua vez, permite que os sistemas de saúde consigam lidar com o tratamento de toda população sem que esteja sobrecarregado, fato que não aconteceu na Itália, onde o alto número de pacientes novos fez com que os hospitais passassem a trabalhar com falta de leitos de UTI e até mesmo de suprimentos básicos para atender aos pacientes.

Crédito: Johannes Kalliauer/CC BY-SA 4.0/Livescience

Uma das medidas mais efetivas para se reduzir a capacidade de transmissão e a taxa de mortalidade causada pelo vírus é testar um número enorme de pessoas, incluindo as sem sintomas. A abordagem permite mapear quem está com o vírus mesmo que de forma assintomática., o que se mostrou efetivo em países como Coréia do Sul e Alemanha, países que reduziram a expansão da pandemia ou a mortalidade a ela associada. Deve-se ressaltar, contudo, que se trata de uma das medidas efetivas a serem realizadas para contenção dos problemas associados ao vírus. O isolamento social e a melhoria dos sistemas de saúde também devem ser considerados como medidas relevantes.

Com todo este contexto, é necessária uma necessidade extrema de sua detecção em massa com precisão, rapidez e econômica. O método padrão de teste é a reação em cadeia da polimerase com transcrição reversa em tempo real (RT-PCR) realizada em amostras respiratórias, como zaragatoas nasofaríngeas ou orofaríngeas, escarro, aspirados do trato respiratório inferior, lavagem broncoalveolar e lavagem/aspirado ou aspirado nasal nasofaríngeo, que possuem coletores específicos para transporte e armazenagem de material a ser testado.

Meio de transporte e preservação de vírus (Clássico)
Crédito: NurPhoto / Superinteressante / Biocomma

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) projetou ensaios de RT-PCR e publicou um protocolo para detecção de SARS-CoV-2. Para obter rapidez, relação custo-benefício, minimização do consumo de reagentes, diminuição de erros humanos durante o teste de RT-PCR do SARS-CoV-2, foi desenvolvido um kit de microchip pré-carregado com os primers e sondas desenvolvidos de acordo com os ensaios acima mencionados, estes componentes estão liofilizados em microchips. As sondas primers N1 e N2 têm como alvo regiões do gene da nucleocápside SARS-CoV-2 (N) e HsRPP30 tem como alvo o gene da RNase P presente no genoma humano.

Sistema de Extração de Ácido Nucléico de 32 Posições
Crédito: Lumex

Características e benefícios:

  • Os ensaios atuais de PCR em tempo real consomem grande volume de reagentes, sendo 20 μl de reação. O teste pode ser caro e sofrer um gargalo potencial no fornecimento de reagentes de PCR em caso de surtos de doenças, como o que está ocorrendo.
  • As principais vantagens da inovação em microchips são o baixo consumo de reagente como reação de 1,2 μl, análise rápida, envio sob condições ambientais e processo conveniente de análise por PCR.
  • Os testes de PCR em tempo real baseados em microchips de patógenos emergentes como o SARS-CoV-2 forneceriam detecção sensível, específica e rápida com baixo consumo de reagente.
  • A facilidade de uso com reagentes de PCR liofilizados nos microchips aumentará significativamente a confiabilidade da análise em configurações de resposta rápida, reduzindo os erros associados ao operador.
  • Esta inovação – microchip compacto e que requer baixo consumo de energia – baseada no analisado PCR está pronta para ser implantada como rede de pontos de análises.
  • A detecção precoce de patógenos minimizará as perdas econômicas devido a esses surtos.
  • Essa tecnologia ajudaria a manter a saúde pública e a melhorar a eficácia das medidas de quarentena. Assim, os microchips podem ser projetados para aplicações específicas de patógenos em futuros surtos.

SOFTWARE AMIGÁVEL AO USUÁRIO: Projetado para adquirir dados de PCR em tempo real e permite etapas de operação simplificadas. Oferece interpretação automática dos resultados, permite análise manual de dados e imprime relatório em conformidade com os requisitos da CFR 21, parte 11.

DETECÇÃO DE FLUORESCÊNCIA: Dois canais de detecção do analisador relatam os seguintes painéis de destinos:

Layout do Microchip

Crédito: Lumex

Painel teste:

  • nCoVN1 (SARS-CoV-2 N1)
  • nCoVN2 (SARS-CoV-2 N2)
  • HsRPP30 (controle interno)

Controles:

  • NEC (Extração negativa de controle): testada com amostra NEC
  • PTC (Amostra positiva de controle): testado com o RNA SARS-CoV-2 RNA
  • NTC (Amostra negativa de controle): testada com nuclease livre de água

Números de amostras por chip:

  • 7 pacientes podem ser testados

Análise do fluxo de trabalho para testagem:

  • Extração do RNA das amostras testadas: Uso de extratores de RNA
Sistema de Extração de Ácido Nucléico de 96 Posições
Crédito: Biocomma
  • Microchips pré carregados: requer a aplicação de uma pequena quantidade reagentes (reduz em, aproximadamente, 10 vezes o volume recomendado para PCR convencionais). Também está disponível a possibilidade de microchips vazios, que, além dos reagentes, exigem a aquisição de sondas e primers.
  • Mistura de amostras com reagentes a adição do produto no microchip? Com auxílio de instruções fornecidas no manual disponibilizado com os microchips, depois da adição da mistura, insira o microchip no sistema e realize as análises seguindo um protocolo pré desenvolvido.
  • Taxa de consumo estimada: 8 microchips por dia por instrumento (considerando um período diário de trabalho de 8 horas), o que gera uma quantidade de 40 microchips por semana.

Resultados

  • Obtenha resultados de PCR em tempo real e gere um relatório em 50 minutos.
  • Limite de detecção de 9*10³ cópias em 1mL de amostra

Fontes

Gostou do conteúdo? Tirou todas as dúvidas? Aproveita e confere todo o conteúdo e produtos disponíveis no portal Tennessine, precursor em equipamentos tecnológicos de ponta que se destaca pela sua diversidade de marcas, modelos e principalmente preços está a sua disposição para que você possa tirar todas as suas dúvidas, comparar preços e por fim, escolher o melhor produto para você. No site é possível encontrar inúmeros modelos de equipamentos dos mais variados nichos, recursos e configurações. O portal Tennessine possui um amplo portfólio e um leque de variados produtos, todos à sua disposição. Aproveite e conheça outros equipamentos de medição que irão complementar o seu projeto. O Portal Tennessine está disponível para você 24 horas por dia, 7 dias na semana. Apenas esperando você vir e conferir toda a tecnologia em equipamentos que disponibilizamos para você e sua empresa. Está esperando o que? Visite-nos agora mesmo.

Acesse: https://tennessine.com.br

Difração de Raios X (Análise de Pó)

A difração de raios X em pós (XRPD) é uma das formas mais comuns de DRX. A técnica refere-se a um método de analisar o padrão de difração do material por difração de raios X para obter informações sobre a cristalografia no geral. Informações como composição do material, a estrutura ou morfologia dos átomos ou moléculas no interior do material podem ser obtidas. É usado principalmente para determinar a estrutura atômica e molecular de um cristal, o princípio é que a estrutura do cristal faz com que o feixe de raios X incidente se difrate em várias direções específicas. Medindo o ângulo e a intensidade desses feixes difratados, uma imagem tridimensional da densidade de elétrons no interior do cristal pode ser produzida. Com base nessa densidade de elétrons, a posição média dos átomos no cristal, bem como suas ligações químicas e várias outras informações, podem ser determinadas. O difratômetro de raios X pode ser classificado em um difratômetro de pó de raios X (XRPD) e um difratômetro de cristal único de raios X (SC-XRD). É difícil formar partículas de cristal único relativamente grandes. Portanto, a atual tecnologia de difração de pó de raios X é o método de análise de difração de raios X mais comum utilizado no mercado.

Aplicações da difração de raios X:

Composição de fases, tamanho e forma dos grãos, distorção e falha da rede, tensão residual, medição de austenita retida, alteração da composição, orientação, desenvolvimento da estrutura in-situ

  • Avaliação do catalisador
  • Teste de qualidade de combustível
  • Pesquisa e desenvolvimento de novos materiais
  • Polímeros e compósitos
  • Produtos farmacêuticos
  • Tensão residual e quantificação de austenita retida
  • Nanomateriais
  • Precipitados, produtos de corrosão e incrustação em tubulações
  • Pureza de minérios
  • Análise de gemas
  • Combinado com outro profissional terá uso mais extenso

Aplicações farmacêuticas para a técnica de difração de raios X

A difração de raios X ou DRX mostrou um enorme potencial no desenvolvimento de novos medicamentos, fabricação e controle de qualidade de formulações farmacêuticas fabricadas. O maior trunfo da técnica é sua natureza não destrutiva e, portanto, a amostra está disponível para confirmações analíticas adicionais.

As formulações farmacêuticas estão disponíveis em comprimidos, cápsulas, xaropes, injetáveis, cremes, loções, aerossóis, etc. A difração de raios X fornece informações valiosas sobre polimorfismo, grau de cristalinidade e caráter amorfo das formulações sólidas. Em outras palavras, é uma técnica de impressão digital ideal para essas formulações.

O presente artigo discute algumas aplicações comuns da técnica durante estágios, desde o desenvolvimento de medicamentos até a fabricação de produtos acabados.

Desenvolvimento de Medicamentos

Uma formulação farmacêutica é uma mistura complexa de vários compostos que compreendem o ingrediente ativo da droga juntamente com outros ingredientes chamados excipientes que atuam como cargas, aglutinantes, lubrificantes, corantes, adoçantes, desintergadores, etc., para atingir as propriedades desejadas de uma forma de dosagem. A presença de uma infinidade de materiais aumenta a complexidade da formulação e um pesquisador deve experimentar várias permutações e combinações antes que a formulação seja aprovada para comercialização.

O DRX certamente é útil para o profissional de desenvolvimento, pois fornece detalhes valiosos sobre o grau de cristalinidade e o conteúdo amorfo das misturas sintéticas. As impurezas cristalinas presentes podem ser quantificadas até níveis de 0,05%.

Os dados de DRX são aceitos para registros de novos produtos e pedidos de patentes. A estrutura do ingrediente ativo e o padrão de pó da formulação final são pré-requisitos essenciais para o registro de novas patentes.

O profissional de desenvolvimento deve coletar detalhes importantes sobre os seguintes parâmetros antes de um produto passar do laboratório para a unidade de fabricação.

Estrutura cristalina – O tipo de arranjo microestrutural e as dimensões de uma célula unitária precisam ser especificados para o conteúdo cristalino.

Polimorfismo – O conteúdo polimórfico pode afetar propriedades como taxa de solubilidade e dissolução, biodisponibilidade e estabilidade, por isso é importante coletar detalhes sobre as propriedades polimórficas dos ingredientes de um material medicamentoso.

Grau de cristalinidade – O grau de cristalinidade é um parâmetro valioso para a forma de dosagem do medicamento. Tem influência significativa na fabricação e processamento, bem como no comportamento farmacológico.

A compatibilidade com os excipientes torna a técnica, uma escolha ideal para estudos sobre combinações ativas de medicamentos excipientes. Um estudo detalhado dos excipientes escolhidos com ingrediente farmacêutico ativo é essencial para a consistência de propriedades como liberação de medicamentos e biodisponibilidade

Controle do processo de fabricação

O processo de fabricação pode envolver mudanças morfológicas na fase cristalina devido à introdução de forças de tensão. Tais alterações podem influenciar a biodisponibilidade de um medicamento.

A natureza não destrutiva da análise de DRX torna a escolha ideal para fixar a faixa segura de pressão dos comprimidos, para que a forma de dosagem atinja sua taxa de dissolução e biodisponibilidade específicas.

Ambientes com temperaturas e umidade relativas mais altas promovem a mudança nas propriedades do medicamento sendo necessários testes com câmeras com ambientes controlados.

Com sua ampla gama de aplicações, a XRD está ganhando um alto grau de popularidade na fabricação de produtos farmacêuticos e em laboratórios de certificação de qualidade.

Referências:

Das, U. , Naskar, J. , & Mukherjee, A. K. . (2015). Conformational analysis of an acyclic tetrapeptide:\r, ab-initio\r, structure determination from x-ray powder diffraction, hirshfeld surface analysis and electronic structure. Journal of Peptide Science, 21(12), 845-852.

Storm, M. M. , Johnsen, R. E. , & Norby, P. . (2016). In situ x-ray powder diffraction studies of the synthesis of graphene oxide and formation of reduced graphene oxide. Journal of Solid State Chemistry, 240, 49-54.

Pharmaceutical Applications of XRD Technique, Arbro Pharmaceutical PVT. LTD Disponível em: https://testing-lab.com/pharmaceutical-applications-xrd-technique. Acesso em 06/04/2020.

Gostou do conteúdo? Tirou todas as dúvidas? Aproveita e confere todo o conteúdo e produtos disponíveis no portal Tennessine, precursor em equipamentos tecnológicos de ponta que se destaca pela sua diversidade de marcas, modelos e principalmente preços está a sua disposição para que você possa tirar todas as suas dúvidas, comparar preços e por fim, escolher o melhor produto para você. No site é possível encontrar inúmeros modelos de equipamentos dos mais variados nichos, recursos e configurações. O portal Tennessine possui um amplo portfólio e um leque de variados produtos, todos à sua disposição. Aproveite e conheça outros equipamentos de medição que irão complementar o seu projeto. O Portal Tennessine está disponível para você 24 horas por dia, 7 dias na semana. Apenas esperando você vir e conferir toda a tecnologia em equipamentos que disponibilizamos para você e sua empresa. Está esperando o que? Visite-nos agora mesmo.

Acesse: https://tennessine.com.br/

Raman Imaging of Graphene and Other Carbon Materials

Carbon containing compounds exhibit an impressive range of physical and chemical properties.  Many of these compounds, biological materials, polymers, petrochemicals, etc., either play a pivotal role in our daily lives or are tremendously useful to science and industry.  Forms of pure carbon can also have a wide range of useful characteristics.  Two examples that are notable for their seemingly disparate properties are diamond (the hardest known material and optically transparent) and graphite (a dark, soft material useful as a lubricant).

Graphene

In recent years, new pure-carbon compounds have been discovered in the form of the two-dimensional nanomaterial graphene.  Graphene is attracting intense study due to its own interesting and highly desirable properties, including its extraordinarily high electrical and thermal conductivity, high mechanical strength, and optical transparency.  With the explosion in carbon-based research in the last two decades, fueled by the interest in carbon nanotubes and graphene, it has become more important to characterize these kinds of materials in fundamental research and for quality control purposes in both research and industry.  But, in contrast to graphene’s macroscopic counterparts diamond and graphite, the material exists solely in the nano-scale, meaning that specialized analytical characterization methods are needed.  Raman spectroscopy is one such tool for optically investigating the chemical properties of graphene samples.

Graphene and Raman Spectroscopy

The study of graphene represents a uniquely well-suited application of this analytical technique.  Raman spectroscopy is inherently very sensitive to symmetric covalent bonds – such as those found in graphene2.  Moreover, Raman is sensitive to the local chemical environment of these covalent carbon bonds, providing additional insight.  Aspects of graphene and local composition that can be determined with Raman include the number of layers, how those layers are oriented, how much strain those layers are experiencing, the degree of doping, and lattice disorder.

Many of these properties are directly tied to the two-dimensional nature of graphene, and so understanding these aspects about a graphene sample is important because the properties of these nanomaterials can change dramatically with even small structural differences.  Graphene primarily exists as a flat sheet of carbon atoms, but if these layers begin to stack, they begin to form graphite, which does not have the same desirable properties for the intended applications. This makes it crucial to be able to determine the exact number and form of the layers in a high throughput and reproducible manner.

A similar situation presents itself during the analysis of carbon nanotubes.  These can be thought of as nano-scale straws made of graphene, and like the sheet form can also exist as multi-layered variants.  Multi-walled carbon nanotubes also have differing properties to those possessing a single wall and will exhibit different properties.  When designing a product or process that utilizes these types of materials, it is crucial that the exact number of layers or walls is known, otherwise unintended behaviors of the material could ensue.

Principles of Raman Spectroscopy

Raman spectroscopy is an optical technique that can gather information about how atoms and functional chemical groups are bonded within a compound.  When monochromatic light (such as a laser) is introduced to a specimen, inelastic scattering occurs, causing a wavelength (color) shift related to the fundamental frequencies of the molecular vibrations within that specimen1. If this scattered light is collected, carefully separated by wavelength, and recorded with a scientific camera, a Raman spectrum is obtained which provides a wealth of chemical insights.  Not only can the identity of different molecules be ascertained, but also information about the local chemical environment, degree of order (or disorder), and other properties.

This technique has extra utility when applied in a microscopy format, providing the ability to characterize the chemical composition of specific microscopic volumes of a specimen.  In addition, sampling numerous regions of a specimen can create maps or images which are sensitive to chemical structure, elucidating how various chemical or physical properties vary spatially, or even observing how these properties evolve over time for dynamic systems.

Did you like the content? Did you take any doubts? Take advantage and check all the content and products available on the website, a precursor in cutting-edge technological equipment that stands out for its diversity of brands, models and especially prices. It is at your disposal so that you can take all your doubts, compare prices and finally choose the best product for you. On the website it is possible to find numerous models of equipment from the most varied niches, resources and configurations. The Tennessine website has a wide portfolio and a range of varied products, all at your disposal. Take advantage and get to know other measuring equipment that will complement your project. The Tennessine website is available to you 24 hours a day, 7 days a week. Just waiting for you to come and check out all the technology in equipment we provide for you and your company. What are you waiting for? Visit us right now.

Access: https://tennessine.com.br/

Improving 3D Chemical Visualization of Subsurface Structures

A Raman microscope combines a Raman spectrograph and a light microscope to gain chemical and structural information from materials down to the micron scale. Raman spectroscopy observes when the wavelength of light changes as it interacts with a molecule. The different wavelengths seen in Raman scattering can identify and study vibrational, rotational, and bending forces within chemical bonds of a molecule.

Polymer Pellets

Three dimensional (3-D) Raman imaging offers a look at materials unlike any other technique by creating a three-dimensional construction at the micron scale of the chemistry within the material. While other microscopies can examine the morphology of a sample, and other spectroscopies can identify the elemental constituents in the sample, Raman provides both structural and chemical information of microscopic samples. Infrared microspectroscopy cannot match the scale of Raman microscopy. Raman also yields molecular information from materials that have weak infrared signals such as double and triple bond carbon molecules. Additionally, Raman can examine samples in an aqueous mixture and sample through glass and clear plastic.

Optical sectioning in light microscopy produces images in a series of focal planes within a thick sample. Rather than physical sectioning of the sample, this enables the microscope viewer to non-destructively obtain thin slices from thick samples by removing out-of-focus light in each image plane. Confocal microscopy uses an illuminated sample spot and a pinhole aperture within the beam path share the same focal point. In practical terms, instead of the entire sample, only a small part is illuminated by a point-shaped light source. The pinhole then blocks unfocused light, thus increasing contrast and depth of field.

Frequently the chemistry of a solid material changes within the depth of that material, sometimes gradually and sometimes abruptly changing from one phase to another. Confocal Raman microscopy describes the ability of a Raman system to spatially filter the analysis volume of the sample, in the x, y (lateral) and z (depth) axes. This optical sectioning technique provides, non-destructively, Raman spectra from each focal plane it samples. A Raman imaging microscope enables the user to create a chemical map of each plane. 3D confocal visualization software then stitches each plane into a hyperspectral 3D representation of the sample. The data set can be recalled for analysis or spectral matching at any time post collection.

DXR3xi Raman Imaging Microscope

A significant challenge to confocal microscopy is handling spherical aberrations which occur when the focal point of light passing through the marginal regions of a lens that is different from the light passing through the central region of the lens. The spherical aberration effects amplify with increasing depth into the sample.  When light is focused at points further into the sample than what is expected from the Z axis position of the stage alone, the resulting image will appear to be an artificially compressed.  Also, a spreading of focal points creates a blurring in the focus, which results in both a loss of spatial resolution and Raman intensity.

Specialized immersion objectives replace the intervening space (air) between the objective and the sample using a material that matches the index of refraction of the sample, thus removing the spherical aberration and recovering the loss of spatial resolution and intensity. Oil immersion objectives typically use oils that have an index of refraction around 1.5.  Using oil as the intermediate material between the objective and the sample also allows for a higher numerical aperture that helps increase the Raman intensity.

Did you like the content? Did you take any doubts? Take advantage and check all the content and products available on the website, a precursor in cutting-edge technological equipment that stands out for its diversity of brands, models and especially prices. It is at your disposal so that you can take all your doubts, compare prices and finally choose the best product for you. On the website it is possible to find numerous models of equipment from the most varied niches, resources and configurations. The Tennessine website has a wide portfolio and a range of varied products, all at your disposal. Take advantage and get to know other measuring equipment that will complement your project. The Tennessine website is available to you 24 hours a day, 7 days a week. Just waiting for you to come and check out all the technology in equipment we provide for you and your company. What are you waiting for? Visit us right now.

Access: https://tennessine.com.br/

From Sewage Sludge to Biosolids to Fields

The two by-products of sewage treatment are recycled wastewater and biosolids. Several treatment steps (sedimentation, digestion, disinfection with chlorine and ultraviolet light, and filtration) assure that clean water can be returned for use in manufacturing, agriculture, and even as potable water. Biosolids are essentially all the material that remains: a low solids effluent and a solids component known as sewage sludges.

Fertalizer in a Field

Disposing of the volumes of sewage sludge is expensive but necessary. Landfill disposal is widely recognized as unsustainable due to pollution concerns. Historically, sewage sludge could be incinerated, but it is only a means of minimization, as dry solids—including heavy metals—remain in the ash, although there are opportunities for recovering ash for use in construction materials or a fuel in cement production, where it becomes an integral part of the product.

One of the most valuable byproducts from sewage sludge is fertilizer. Rich in nutrients that are essential for plant production such as nitrogen, potassium and phosphorus, biosolid compost are now distributed by wastewater plants for use on agricultural fields and even commercial compost for home gardening. While their use in agriculture has stirred some controversy, biosolids have been shown to produce yields equal to commercial fertilizer, while also improving soil chemical and biological health. An analysis of soil samples from fields fertilized with biosolids revealed high efficiency of soil carbon recovery in a dryland wheat cropping system, and that a chemically stable fraction of organic matter is accumulating in the soil.

The US federal biosolids rule is contained in 40 CFR Part 503. Biosolids that are to be land applied must meet these strict regulations and quality standards. The Part 503 rule governing the use and disposal of biosolids contain numerical limits, for metals in biosolids, pathogen reduction standards, and additional requirements for land applied biosolids.

In Europe, the EU Sewage Sludge Directive 86/278/EEC seeks to encourage the use of sewage sludge in agriculture and to regulate its use in such a way as to prevent harmful effects on soil, vegetation, animals and man. However, regulations and safety concerns are still being debated within the organization. The US Organic Materials Review Institute (OMRI), which lists products such as fertilizers, pest controls and livestock healthcare products suitable for organic food production, will not list fertilizers made from sewage sludge.

Biosolids are a solid product from sewage treatment processes and must be treated in order to make them safe for further use. Simply dewatering the material in order to make fertilizer is not viable. Wastewater plants have some controls over the water that they receive, particularly industrial wastewater, but certainly not complete control. Before biosolids can be returned for use, pathogens, organic pollutants such as PCBs, and heavy metals must be removed. While pathogens can be easily remediated using lime, heat and time, removing organic compounds from water requires adsorption, oxidation and filtration techniques.

In order to efficiently remove heavy metals such as cadmium, chromium, copper, arsenic and lead from industrial wastewater and biosolids, innovative physico-chemical processes are being developed, including adsorption on new adsorbents, membrane filtration, electrodialysis, and photocatalysis. According to recent studies promising methods to treat such complex systems appear to be the photocatalytic methods, which consume cheap photons from the UV-near visible region. Bioleaching techniques using species of bacteria (acidithiobacillus ferrooxidans) are being investigated as a means of recovering heavy metals from sewage sludge as a form of bioremediation.

Operators who produce and test the biosolids are required to certify that the biosolids have been treated and tested and meet regulatory standards. Improper certification can lead to large fines and jail time. While several analytical techniques are available to detect heavy metals in sludges, X-ray Fluorescence Spectroscopy provides easy access to qualitative and quantitative data.

In simple terms, X-ray Fluorescence uses an energy source to excite atoms within a material. As each element has a unique electron configuration, reading the X-ray energy levels generated from the excitation phenomena (the rejection and recovery of electrons orbiting the atom) the analyst can identify the elements within the sample, and by reading the intensity of the energies know their quantities. The technique offers minimal sample preparation and non-destructive analysis. Energy-dispersive XRF (EDXRF) relies on a highly-sensitive X-ray detector to measure the emission lines of all elements from sodium (Na, Z=11) to uranium (U, Z=92) at concentrations of a few parts-per-million to a percentage of weight-to-weight proportion. A complete sample analysis takes less than 15 minutes, enabling a fast and efficient technique to screen biosolids and sewage sludge.

In order to demonstrate the utility, accuracy and ease-of-use of Energy-dispersive X-ray Fluorescence, scientists at Thermo Fisher Scientific employed a Thermo Scientific™ ARL™ QUANT’X EDXRF Spectrometer equipped with a Silicon Drift X-ray Detector (SDD) and a 50-watt Rh target X-ray tube. Using a set of nine primary beam filters designed to optimize the peak-to-background signals for all elements, the scientists studied 12 metallic elements against BRC and NIST reference materials. The ARL QUANT’X spectrometer uses a 10-position auto-sampler with spinner that allows for unattended analysis of multiple samples, making it ideal for busy labs at wastewater companies, and municipal and regulatory organizations.

Did you like the content? Did you take any doubts? Take advantage and check all the content and products available on the website, a precursor in cutting-edge technological equipment that stands out for its diversity of brands, models and especially prices. It is at your disposal so that you can take all your doubts, compare prices and finally choose the best product for you. On the website it is possible to find numerous models of equipment from the most varied niches, resources and configurations. The Tennessine website has a wide portfolio and a range of varied products, all at your disposal. Take advantage and get to know other measuring equipment that will complement your project. The Tennessine website is available to you 24 hours a day, 7 days a week. Just waiting for you to come and check out all the technology in equipment we provide for you and your company. What are you waiting for? Visit us right now.

Access: https://tennessine.com.br/

Não é só temperatura, é qualidade: Fornos de mufla de até 1400 °C da Nabertherm

Qual o forno certo para este processo específico? A resposta para essa pergunta nem sempre é fácil de achar. Por essa razão, dispomos de uma técnica única e moderna, em tamanho e variedade, que coloca à disposição uma seleção representativa de nossos fornos para nossos clientes experimentarem.

O excelente processamento, o design moderno e eficaz e o elevado grau de fiabilidade são as características que distinguem esta série. Através dos elementos de aquecimento montados nos tubos de suporte e de radiação livre na câmara do forno, estes fornos de mufla atingem tempos de aquecimento particularmente reduzidos e podem ser utilizados para uma temperatura máxima de até 1400 °C. Estes fornos de mufla representam, assim, uma alternativa interessante aos conhecidos modelos L(T) ../11., quando se trata de tempos de aquecimento especialmente curtos ou de uma temperatura de utilização mais elevada.

Características

  • Tmáx. 1400 °C
  • Aquecimento de dois lados
  • Os elementos de aquecimento nos tubos de suporte garantem uma dissipação do calor livre e uma longa vida útil
  • Apenas utilizar materiais de isolamento não classificados como carcinogénicos conforme TRGS 905, classe 1 ou 2
  • Caixa de parede dupla para temperaturas exteriores baixas e uma elevada estabilidade
  • Abertura de entrada de ar regulável na porta
  • Abertura de saída de ar na parede traseira do forno
  • Funcionamento silencioso do aquecimento com relé de semicondutor
  • Utilização para os fins a que se destina no âmbito do manual de operação
  • NTLog Basic para controladores da Nabertherm: gravação de dados do processo com memória USB
Limitador da seleção da temperatura

Equipamento adicional

  • Chaminé de escape, chaminé de escape com ventilador ou catalisador
  • Limitador da seleção da temperatura com temperatura de desativação ajustável para a classe de proteção térmica 2 em conformidade com EN 60519-2 como proteção contra temperatura excessiva no forno e material
  • Ligação de gás de proteção para enxaguamento do forno com gases de reação ou de proteção não inflamáveis (não é possível a combinação com chaminé de escape, chaminé de escape com ventilador ou catalisador)
  • Sistema de injeção de gás manual ou automático
  • Controlo e documentação de processos através do pacote de software VCD para fins de monitorização, documentação e comando
Sistema de injeção de gás para gás de proteção ou de reação não inflamável com válvula de corte e fluxómetro com válvula de regulação, opcionalmente com válvula solenoide
* Indicações relativas à tensão de entrada
1 Inclinação da porta de elevação aberta
2 Temperatura recomendada para tempos de manutenção mais longos: 1300 °C
3 Ligando a 230 V 1/N/PE ou 400 V 3/N/PE
4 As dimensões exteriores variam na versão com equipamento adicional. Dimensões a pedido.

Gostou do conteúdo? Tirou todas as dúvidas? Aproveita e confere todo o conteúdo e produtos disponíveis no portal Tennessine, precursor em equipamentos tecnológicos de ponta que se destaca pela sua diversidade de marcas, modelos e principalmente preços está a sua disposição para que você possa tirar todas as suas dúvidas, comparar preços e por fim, escolher o melhor produto para você. No site é possível encontrar inúmeros modelos de equipamentos dos mais variados nichos, recursos e configurações. O portal Tennessine possui um amplo portfólio e um leque de variados produtos, todos à sua disposição. Aproveite e conheça outros equipamentos de medição que irão complementar o seu projeto. O Portal Tennessine está disponível para você 24 horas por dia, 7 dias na semana. Apenas esperando você vir e conferir toda a tecnologia em equipamentos que disponibilizamos para você e sua empresa. Está esperando o que? Visite-nos agora mesmo.

Acesse: https://tennessine.com.br/

De básico esse Forno Mufla Modelo Básico com Abertura Frontal da Nabertherm só tem o nome

Quando falamos em Nabertherm, seu ponto forte é ter um dos maiores departamentos de I&D da indústria de fornos. Em combinação com uma produção central na Alemanha e um serviço de vendas e assistência na proximidade dos clientes, dispomos de uma vantagem competitiva para satisfazer as suas exigências. Parceiros comerciais de muitos anos e distribuidores próprios nos países mais importantes do mundo garantem apoio e aconselhamento individualizado ao cliente no local. No caso de clientes de referência, os fornos e sistemas de fornos também se encontram na sua proximidade.

Com a sua relação de preço/qualidade imbatível, estes fornos de mufla compactos são adequados para inúmeras aplicações laboratoriais. As características de qualidade, como o corpo do forno de paredes duplas em aço inoxidável, a montagem fácil e compacta ou as resistências de aquecimento inseridas nos tubos em vidro de quartzo tornam estes modelos num parceiro fiável.

  • Tmáx. 1100 °C, temperatura de trabalho 1050 °C
  • Aquecimento de dois lados através de resistências de aquecimento inseridas em tubos de vidro de quartzo
  • Substituição fácil de resistências de aquecimento e do isolamento
  • Apenas utilizar materiais de isolamento não classificados como carcinogénicos conforme TRGS 905, classe 1 ou 2
  • Carcaça de chapas de aço inoxidável
  • Corpo de paredes duplas para temperaturas exteriores baixas e elevada estabilidade
  • Porta basculante que também pode ser utilizada como bandeja
  • Abertura do ar de exaustão na parede traseira
  • Funcionamento silencioso do aquecedor com relé de semi-condutor
  • Dimensões compactas e peso reduzido
  • Controlador em espaço economizado debaixo da porta
  • Utilização para os fins a que se destina no âmbito do manual de operação
Limitador da seleção da temperatura

Equipamento adicional

  • Chaminé de escape, chaminé de escape com ventilador ou catalisador (exceto L1)
  • Limitador da seleção da temperatura com temperatura de desactivação ajustável para a classe de protecção térmica 2 em conformidade com EN 60519-2 como protecção contra temperatura excessiva no forno e material
  • Ligação do gás de protecção para lavar o forno com gases de protecção ou gases de reacção não inflamáveis
  • Sistema manual de injecção de gás
  • Orifício de inspeção na porta do forno
*Indicações relativas à tensão de entrada
1 Ligando a 230 V 1/N/PE ou 400 V 3/N/PE
2 As dimensões exteriores variam na versão com equipamento adicional. Dimensões a pedido.

Gostou do conteúdo? Tirou todas as dúvidas? Aproveita e confere todo o conteúdo e produtos disponíveis no portal Tennessine, precursor em equipamentos tecnológicos de ponta que se destaca pela sua diversidade de marcas, modelos e principalmente preços está a sua disposição para que você possa tirar todas as suas dúvidas, comparar preços e por fim, escolher o melhor produto para você. No site é possível encontrar inúmeros modelos de equipamentos dos mais variados nichos, recursos e configurações. O portal Tennessine possui um amplo portfólio e um leque de variados produtos, todos à sua disposição. Aproveite e conheça outros equipamentos de medição que irão complementar o seu projeto. O Portal Tennessine está disponível para você 24 horas por dia, 7 dias na semana. Apenas esperando você vir e conferir toda a tecnologia em equipamentos que disponibilizamos para você e sua empresa. Está esperando o que? Visite-nos agora mesmo.

Acesse: https://tennessine.com.br/

Conhecendo os detalhes dos Fornos de mufla com porta basculante ou porta de elevação da Nabertherm

A Nabertherm desenvolve e produz com os seus 500 colaboradores a nível mundial, desde há mais de 70 anos, fornos industriais para as mais diferentes áreas de aplicação. Enquanto fabricante, a Nabertherm dispõe do mais amplo e mais específico sortido de fornos, em termos de construção, do mundo. 150 000 clientes em mais de 100 países documentam o sucesso da empresa com excelente design, elevada qualidade e preços atraentes. Os curtos prazos de entrega são garantidos através de uma elevada capacidade de produção e um amplo programa de fornos standard.

Forno Mufla com Abertura Frontal ou Porta Elevatória Nabertherm

Para a utilização diária no laboratório, os fornos de mufla L 1/12 – LT 40/12 são a escolha correta. Os acabamentos excelentes, o design moderno e um elevado grau de fiabilidade caracterizam esta linha de modelos. Opcionalmente, os fornos de mufla podem ser fornecidos, sem suplemento de preço, com porta basculante ou porta de elevação. Conheça alguns detalhes desse produto.

Orifício de inspeção na porta do forno como equipamento adicional
Limitador da seleção da temperatura
Sistema de injeção de gás para gás de proteção ou de reação não inflamável com válvula de corte e fluxômetro com válvula de regulação, opcionalmente com válvula solenoide
Corrediça da alimentação de ar de ajuste contínuo

Gostou do conteúdo? Tirou todas as dúvidas? Aproveita e confere todo o conteúdo e produtos disponíveis no portal Tennessine, precursor em equipamentos tecnológicos de ponta que se destaca pela sua diversidade de marcas, modelos e principalmente preços está a sua disposição para que você possa tirar todas as suas dúvidas, comparar preços e por fim, escolher o melhor produto para você. No site é possível encontrar inúmeros modelos de equipamentos dos mais variados nichos, recursos e configurações. O portal Tennessine possui um amplo portfólio e um leque de variados produtos, todos à sua disposição. Aproveite e conheça outros equipamentos de medição que irão complementar o seu projeto. O Portal Tennessine está disponível para você 24 horas por dia, 7 dias na semana. Apenas esperando você vir e conferir toda a tecnologia em equipamentos que disponibilizamos para você e sua empresa. Está esperando o que? Visite-nos agora mesmo.

Acesse: https://tennessine.com.br/

Conheça os Fornos de mufla com porta basculante ou porta de elevação da Nabertherm e surpreenda-se

A Nabertherm não oferece somente o mais amplo sortido de fornos standard. A engenharia profissional, em combinação com o fabrico interno, permite projetar e construir instalações de processamento térmico individuais, específicas para cada cliente, com técnica de transporte e de carregamento. Processos complexos de produção térmica são realizados através de soluções de sistema concebidas à medida.

Forno Mufla com Abertura Frontal ou Porta Elevatória Nabertherm

Para a utilização diária no laboratório, os fornos de mufla L 1/12 – LT 40/12 são a escolha correta. Os acabamentos excelentes, o design moderno e um elevado grau de fiabilidade caracterizam esta linha de modelos. Opcionalmente, os fornos de mufla podem ser fornecidos, sem suplemento de preço, com porta basculante ou porta de elevação.

Características

  • Temperatura maxima. 1100 °C ou 1200 °C
  • Aquecimento de ambos os lados por meio de placas de aquecimento de cerâmica (aquecimento por três lados nos fornos de mufla L 24/11 – LT 40/12)
  • Placas de aquecimento cerâmicas com resistências integradas, protegidas contra salpicos e gases de exaustão, de substituição simples
  • Apenas utilizar materiais de isolamento não classificados como carcinogénicos conforme TRGS 905, classe 1 ou 2
  • Carcaça de chapas de aço inoxidável
  • Corpo de paredes duplas para temperaturas exteriores baixas e elevada estabilidade
  • Opcionalmente com porta basculante (L), que pode ser utilizada como bandeja ou, sem suplemento de preço, com porta de elevação (LT), estando o lado quente afastado do utilizador
  • Abertura regulável do ar de alimentação na porta (ver figura)
  • Abertura do ar de exaustão na parede traseira do forno
  • Funcionamento silencioso do aquecedor com relé de semi-condutor
  • Utilização para os fins a que se destina no âmbito do manual de operação
  • NTLog Basic para controladores da Nabertherm: gravação de dados do processo com memória USB
  • Descrição da regulação

Equipamento adicional

  • Chaminé de escape, chaminé de escape com ventilador ou catalisador (exceto L1)
  • Limitador da seleção da temperatura com temperatura de desativação ajustável para a classe de proteção térmica 2 em conformidade com EN 60519-2 como proteção contra temperatura excessiva no forno e material
  • Ligação do gás de proteção para lavar o forno com gases de proteção ou gases de reação não inflamáveis (não disponível em combinação com a chaminé de escape, chaminé de escape com ventilador ou catalisador)
  • Sistema manual ou automático de injeção de gás
  • Orifício de inspeção na porta do forno
  • Outros acessórios
  • Controle e documentação de processos através do pacote de software VCD para fins de monitorização, documentação e comando
Forno Mufla com Abertura Frontal ou Porta Elevatória Nabertherm
1 Incl. porta de elevação aberta
2 Ligando a 230 V 1/N/PE ou 400 V 3/N/PE
3 As dimensões exteriores variam na versão com equipamento adicional. Dimensões a pedido.
* Indicações relativas à tensão de entrada

Gostou do conteúdo? Tirou todas as dúvidas? Aproveita e confere todo o conteúdo e produtos disponíveis no portal Tennessine, precursor em equipamentos tecnológicos de ponta que se destaca pela sua diversidade de marcas, modelos e principalmente preços está a sua disposição para que você possa tirar todas as suas dúvidas, comparar preços e por fim, escolher o melhor produto para você. No site é possível encontrar inúmeros modelos de equipamentos dos mais variados nichos, recursos e configurações. O portal Tennessine possui um amplo portfólio e um leque de variados produtos, todos à sua disposição. Aproveite e conheça outros equipamentos de medição que irão complementar o seu projeto. O Portal Tennessine está disponível para você 24 horas por dia, 7 dias na semana. Apenas esperando você vir e conferir toda a tecnologia em equipamentos que disponibilizamos para você e sua empresa. Está esperando o que? Visite-nos agora mesmo.

Acesse: https://tennessine.com.br/

Conheça os fornos de mufla com isolamento refratário, com porta basculante ou de elevação da Nabertherm

Forno Mufla com Isolamento Térmico Refratário Nabertherm

Por meio dos elementos térmicos emissores dispostos na parede da câmara do forno sobre os tubos sustentadores, estes fornos de mufla permitem tempos de aquecimento particularmente curtos. Com o seu isolamento robusto em tijolos refractários leves é possível obter uma temperatura de trabalho máxima de 1300 °C.

Deste modo, estes fornos de mufla representam uma alternativa interessante em relação aos modelos conhecidos L(T) 3/11, quando são necessários tempos de aquecimento curtos ou uma temperatura de aplicação mais alta.

Características

  • Tmáx. 1300 °C
  • Aquecimento por ambos os lados
  • Resistências de aquecimento em tubos de suporte garantem uma radiação de calor livre e um tempo de vida prolongado
  • Isolamento de múltiplas camadas com tijolos refratários robustos e leves na câmara do forno
  • Carcaça de chapas de aço inoxidável
  • Corpo de paredes duplas para temperaturas exteriores baixas e estabilidade
  • Opcionalmente com porta basculante (L), que pode ser utilizada como bandeja ou, sem suplemento de preço, com porta de elevação (LT), estando o lado quente afastado do utilizador
  • Abertura regulável do ar de alimentação na porta
  • Abertura do ar de exaustão na parede traseira do forno
  • Funcionamento silencioso do aquecedor com relé de semi-condutor
  • Utilização para os fins a que se destina no âmbito do manual de operação
  • NTLog Basic para controladores da Nabertherm: gravação de dados do processo com memória USB
Forno de mufla LT 5/13 e Forno de mufla L 9/13

Equipamento adicional

  • Chaminé de escape, chaminé de escape com ventilador ou catalisador
  • Limitador da seleção da temperatura com temperatura de desativação ajustável para a classe de proteção térmica 2 em conformidade com EN 60519-2 como proteção contra temperatura excessiva no forno e material
  • Ligação do gás de proteção para lavar o forno com gases de proteção ou gases de reação não inflamáveis
  • Sistema manual ou automático de injeção de gás
  • Orifício de inspeção na porta do forno
  • Outros acessórios
  • Controlo e documentação de processos através do pacote de software VCD para fins de monitorização, documentação e comando.
Limitador da seleção da temperatura
*Indicações relativas à tensão de entrada
1 Incl. porta de elevação aberta (modelos LT)
2 Ligando a 230 V 1/N/PE ou 400 V 3/N/PE
3 As dimensões exteriores variam na versão com equipamento adicional. Dimensões a pedido.
Câmara interior do forno com isolamento de tijolo refratário leve de elevada qualidade

Gostou do conteúdo? Tirou todas as dúvidas? Aproveita e confere todo o conteúdo e produtos disponíveis no portal Tennessine, precursor em equipamentos tecnológicos de ponta que se destaca pela sua diversidade de marcas, modelos e principalmente preços está a sua disposição para que você possa tirar todas as suas dúvidas, comparar preços e por fim, escolher o melhor produto para você. No site é possível encontrar inúmeros modelos de equipamentos dos mais variados nichos, recursos e configurações. O portal Tennessine possui um amplo portfólio e um leque de variados produtos, todos à sua disposição. Aproveite e conheça outros equipamentos de medição que irão complementar o seu projeto. O Portal Tennessine está disponível para você 24 horas por dia, 7 dias na semana. Apenas esperando você vir e conferir toda a tecnologia em equipamentos que disponibilizamos para você e sua empresa. Está esperando o que? Visite-nos agora mesmo.

Acesse: https://tennessine.com.br/